Minha história

   Nasci em Cianorte, PR, 1978. Sou formada em fotografia pela escola Panamericana de Artes (2000), em Artes visuais pela Universidade Tuiuti do Paraná (2005), Pós-graduada em Psicologia Positiva, autorrealização e bem estar pela PUC-RS (2021),  Master em Programação Neurolinguística (2019) pela SBPNL – Sociedade Brasileira de Programação Neurolínguistica, Inner vision – leitura corporal (2019) pelo IES – Instituto Eduardo Shinyashiki, Fotografia Terapêutica (2020) pela Robert Gordon University Aberdeen, UK.,  Consteladora Familiar Sistêmica pelo Instituto Koziner (2020) , Coaching e Mentoring pela FGV (2020) e em Psicogenealogia com Mônica Justino (2021). .

   Memória, imagem e corpo tem sido assunto constante em minha produção utilizando a fotografia, vídeo-performance e instalações como meios em meu trabalho. Em 2004, fui selecionada para o Projeto Mezanino de Fotografia do Itaú Cultural e, em 2005, para a mostra Erótica, no Centro Cultural Banco do Brasil, pelo curador Tadeu Chiarelli. Participei de diversas feiras na Galeria Diana Lowenstein Fine Art, em Miami; Maco Art Fair, Chicago Contemporary & Classic Art Fair; Art Basel Miami; Arte Américas. Morei em Manaus, Amazonas por 3 anos onde trabalhei com fotografia de meio-ambiente e social, colaborando com fundações, ongs, agências internacionais e revistas. Tive clientes como National Traveler, Audubon Magazine, Veja, The Nature Conservancy, MUSA, Museu da Amazônia, SDS, Secretaria de Desenvolvimento Sustentável do Estado do Amazonas, Nestlé Brasil/Suíça. Fui representada pela agência Select NY (2011 a 2015).

   Estou a frente do DeCasa Memórias Afetivas, que nasceu no interior de Minas, na Serra da Mantiqueira há 5 anos, quando buscava um novo sentido, um estilo de vida que me permitisse unir a aventura da fotografia com a maternidade. Este trabalho resgata memórias afetivas através das imagens que nos transportam para o imaginário livre e fluído. A fotografia está na minha vida há muito tempo e foi com ela que aprendi sobre a importância do registro e acesso a lembranças. Através da fotografia, aprendi a reeducar meu olhar para o que realmente importa: a vida.

   E é com essa ferramenta que construo pontes para a afetividade e formação do ser.

  CorpoMemória - processos terapêuticos nasce em um momento de extrema urgência. É preciso olhar verdadeiramente para quem somos. Processo de atendimentos imagéticos-terapêuticos que facilita a auto aceitação. O olhar para si mesmo. Estou a frente da AFLORA Casa Terapêutica em Gonçalves, MG.

Foto Como Funciona

Meu método

A fotografia é um recurso expressivo utilizado no meu trabalho terapêutico para incitar a transformação do ser. Trazer à tona um sentido, uma autorrealização por meio da expansão da consciência profunda integrando as diversas imagens que criamos de nós mesmos.

Utilizando ferramentas como PNL (programação neurolinguística), Constelação Familiar Sistêmica, Psicogenealogia  e técnicas da Psicologia Positiva, este processo terapêutico ressignifica a partir dos afetos, das relações interpessoais e das observações de si, a visão que temos de nós mesmos.

Os universos das memórias dos álbuns de família são olhados com cuidado, retratos de outros e autorretratos fazem um convite ao mundo particular de cada um trazendo à tona associações que despertam para questões essenciais da própria existência.